apresenta
15 a 30 de outubro
AMPLIE
SUAS
CONEXÕES
CONFIRA ABAIXO A PROGRAMAÇÃO DO FACE 2016.

SEU BONANZA

NOSSA TRUPE TEATRAL | Tatuí SP
10/23 as 19:30
Praça Ipica
Em uma cela apertada vive o palhaço Cassis. O que o levou a prisão? Ninguém sabe... Esperando uma oportunidade pra fugir de sua cela, Cassis vai matando o seu longo tempo ocioso, brincando com objetos e criando um ambiente lúdico de prazer e alegria... O espetáculo é uma comédia visual, sem texto (literário) e nos mostra arte do palhaço de maneira simples e sensível.

Janelas para uma mulhers

Juliana Calligaris | Campinas SP
10/15 as 20:00
Espaço Protótipo
Uma mulher, uma atriz, seu papel como artista se questiona: qual a função da Arte e do Teatro. Para que serve o nosso ofício? Para a inutilidade do útil, para o ócio criativo? Em nosso papel catadióptrico, artistas que somos e que cuja utilidade só pode ser percebida quando uma luz incide sobre nosso ofício, buscamos a luz que revele o poder arrebatador do Teatro e que, por consequência, o tire de si mesmo e o leve para as pessoas, para cumprir o seu papel de fazer a sociedade olhar-se, perceber-se e se conhecer a ponto de trilhar caminhos mais prósperos e justos através da Arte.

QUERO SER PRETO

Núcleo Arsênico de Criação | São José do Rio Preto SP
10/16 as 20:00
Espaço Protótipo
Quero Ser Preto é um espetáculo de dança-teatro e artes integradas que reflete sobre o preconceito em suas diferentes formas: social, cultural, racial e de gênero. O processo de criação fundamentou-se na triangulação da subjetividade dos artistas criadores com a diversidade apresentada no coletivo, tendo como eixo condutor a profusão de ícones religiosos como catalizadores de identidade.

Crise de Gente

Hecatombi | São José do Rio Preto SP
10/17 as 20:00
Espaço Protótipo
Ensaio 1: Estamos perdidos! O retrocesso avança. Uma grande massa de refugiados deixa para trás suas nações e também seus lhos no mar gelado. Ensaio 16: A lavagem; o arrastão; o casco; a quebra; o estrondo; a alienação; a ignorância; o fascismo; o machismo; a corrupção; a nação; o verde; o amarelo; o estupro; o progresso; o clássico de Shakespeare; o teatro; o fomento; a pesquisa; o ensaio; o grotesco; o supor; o devir; o grito; a dor; o acidente; a ruptura; o golpe. 87o ensaio: Perdidos! Mas, ainda assim, no mesmo barco. Um panorama de uma crise de gente de todo tipo, curtida e compartilhada.

A ver estrelas | Infantil

Cia Azul Celeste | São José do Rio Preto SP
10/18 as 19:00
Espaço Protótipo
“A ver estrelas” relata a história de Jonas, um rapaz quieto e pacato que vive na tranquila Vila da Solidão. Num determinado momento que está só em seu quarto, ele se perde em seus pensamentos observando as estrelas. Num misto de sonho e realidade, Jonas se vêcercado pelos seres encantados que moram em sua imaginação. Sem perceber, vai parar num lugar onde tudo pode acontecer, o País do Navegar. Essa trajetória mostra a Jonas a oportunidade de sair de sua monotonia – o Reino a Ver Estrelas – e se permitir descobrir como aproveitar melhor os seus dias, experimentando os conflitos que são estranhos ao seu universo.

Bicho Transparente

Protótipo Tópico | Bauru SP
10/19 as 20:00
SESC Bauru
Bicho Transparente trata poeticamente de histórias não-ficcionais de algumas mulheres assassinadas por parceiros ou antigos parceiros, se enquadrando em uma relação de poder. A cena questiona os discursos dos feminicídas de que mataram por ciúmes, posse ou dependência emocional. As memórias/narrativas apresentadas dão voz às diversas figuras encontradas na multidão, buscando a poética de mulheres do dia-a- dia cujas vidas muitas vezes passam invisíveis na rua.

Preâmbulo

Protótipo Tópico | Bauru SP
10/20 as 20:00
Espaço Protótipo
O espetáculo Preâmbulo traz a cena a angústia do artista criador, que mergulha dentro de si em busca de seus fantasmas ídolos, fechado em seu espaço/não casa-corpo, se objetifica enquanto humaniza as imagens. Mesclando-se ao ambiente sem porta e nem  janelas, com paisagens desoladas, desprovido de vida humana, pintado e desenhado em marrons silenciados, verdes e cinzas, parecem pressagiar desastres, embora não esteja claro o que essa calamidade será.

E se fosse

Uma (Certa) Cia Cênica | Curitiba PR
10/21 as 20:00
SESC Bauru
Em um espaço onírico, onde sonho e realidade se confundem e se borram, três garotos brincam suas histórias em busca de respostas para uma questão: o que fazer quando um deles não consegue sorrir? Propondo uma experiência sensorial onde o público é parte fundamental e participante, "E Se Fosse..." surge como um convite: compartilhar o jogo que emerge da cena, procurando oferecer possibilidades imaginativas que o tornem abrangente para pessoas das mais diferentes idades. É processo que brinca e se adapta ao tempo-espaço partilhado na experiência cênica, dispondo-se como obra aberta ao acaso.

ADONDEDORMEM

Cia o que será de nós?! | São José do Rio Preto SP
10/21 as 22:00
Praça da paz
Cansados da ponte e dos bancos de praça de todo dia, dois palhaços andarilhos saem em busca de novos lugares para repousar em seus colchões portáteis. Dona Miúda e seu parceiro Tatugambetta levam histórias, brincadeiras, encontros, fome e tudo o que os permite chamar qualquer lugar de casa.

PLANO 269

Super Adelaide | Londrina PR
10/22 as 21:00
Espaço Protótipo
Depois de muitas tentativas fracassadas a Super Adelaide cria um plano infalível para salvar os animais do terrível zoológico. Com o plano nº 269 em mãos e sua bolsa cheia de surpresas, a palhaça faz do público seu cúmplice nessa missão. Entre tropeços, paqueras e trapalhadas, ela revela seus superpoderes e todo seu charme nessa aventura. Conseguirá por fim cumprir essa missão ou apenas transformará tudo em um caos?

O lenhador

Cia tem tomate no palco | São Paulo SP
10/23 as 12:30
Feira do rolo (centro)
O espetáculo aborda a relação do homem perante a natureza e a natureza do homem. Algumas atitudes desse lenhador revelam, por meio da comicidade, a racionalidade e superioridade muitas vezes impensada da condição humana. O lenhador conta à aventura de um homem que encontra a árvore dos seus sonhos. Disposto a derrubar a maior árvore da sua vida, ele se depara com os obstáculos reais, imaginários e sentimentais. Inspirado nas experiências e estudo sobre o cômico este trabalho é fundamentado na pesquisa sobre a linguagem do palhaço.

Cantata

CIA DO TIJOLO | São Paulo SP
10/24 as 20:00
Teatro Municipal
O espetáculo traça a simbólica história de uma mulher que borda há quase 200 anos um manto nos bastidores de um velho teatro, enquanto um grupo de atores reunidos no palco discute sobre as possíveis razões que a fazem persistir em sua tarefa. A montagem toma como ponto de partida a vida de Mariana de Pineda Muñoz – originalmente adaptada para os palcos em 1925, por Federico Garcia Lorca –, uma heroína espanhola que se tornou símbolo da luta por direitos após ser executada em 1831 sob a acusação de ter bordado uma bandeira para os liberais.

In-Between

Yael Karavan | Inglaterra
10/25 as 20:00
Espaço Protótipo
Suspendida entre duas cadeiras, duas realidades, duas terras, dois amantes, o trágico e o cômico,tornam- se um poema coreográfico sobre a dualidade interior e a solidão. Com elementos da dança, do teatro físico, do palhaço, da mímica, do butoh, somente com duas cadeiras e um microfone, Yael cria um universo fantástico, que nos conduz a uma viagem através de nossos próprios conflitos emocionais.

PUPIK – Fuga em 2

Dueto cênico de Naomi Silman (LUME Teatro/Brasil) e Yael Karavan (The Karavan Ensemble/UK)
10/26 as 20:00
Teatro Municipal
“Pupik” é fruto de uma colaboração internacional entre duas atrizes das companhias LUME Teatro e The Karavan Ensemble (Inglaterra). Juntas, elas contam a história do encontro e da amizade entre duas mulheres com trajetórias similares. Descendentes de refugiados e imigrantes, elas vivem uma vida fragmentada, composta de identidades, culturas e línguas diversas. Partindo das suas “pessoalidades”, as atrizes abordam temas contemporâneos essenciais como identidade, imigração e preconceito. No meio de um cenário global crescente de conflitos, violência e injustiças sociais, onde as pessoas são segregadas por questões de religião, nação, raça ou etnia, “Pupik” – que significa “umbigo” em hebraico – busca desenterrar o que nos liga, apesar das diferenças. Com uma carreira consolidada de mais de 20 anos de pesquisas em teatro físico e visual, dança e palhaço, as atrizes buscaram fundir as suas linguagens para encontrar uma expressão simples e poética num diálogo direto e íntimo com o público.

Nada menos que muito

Carranca Coletivo | Rio de Janeiro RJ
10/27 as 20:00
Teatro Municipal
Nada Menos que Muito aponta um olhar reflexivo sobre as dificuldades de convivência e de comunicação nos grandes centros urbanos. Diferentes histórias cujo endereço comum é o ser humano contemporâneo, atravessado por neuroses, medos e desejos. Não há ninguém a salvo no cotidiano da cidade.

Sobre letras e gritos para salvar o mundo

Camila Fontes - T.O.U. Teatro | Londrina PR
10/29 as 21:00
Espaço Protótipo
“Sobre letras e gritos para salvar mundo – uma homenagem para Jardelina da Silva” é o espetáculo solo da atriz Camila Fontes e trata-se de um encontro com as vozes e imagens de Jardelina da Silva, sergipana, brasileira, gura muito conhecida das ruas de Bela Vista do Paraíso no Paraná, conselheira, poeta, gritona. Jardelina tinha o dom das vozes proféticas, o dom de vesti-las. Passava da escuta das vozes à costura, da costura ao discurso gritado pelas ruas e, por m, concluía seu ato com a fotogra a. “Sobre letras e gritos...” é uma homenagem que busca vestir alguns dos retratos, objetos e palavras de Jarda.

O quintal de lúcia

Farusato | Bauru SP
10/30 as 15:00
Espaço Protótipo
Uma menina encontra um livro enterrado e a partir deste momento, entra em contato com as suas origens e passa a criar histórias. A menina ao recriar este universo de histórias vê o seu cotidiano transformado e aprende a se relacionar com o mundo. (Mukashi Mukashi: Era uma vez).

V de Vivaldi

Cia Estável | Bauru SP
10/30 as 20:00
Teatro Municipal
Por meio da coreografia de Luis Augusto Ribeiro (SP), a música de Vivaldi é preenchida em cada nota por movimentos de precisão técnica e também por movimentos desposjados, ao final música, coreografia e bailarinos se completam por inteiro.